quinta-feira, 11 de outubro de 2012


A flor em seu cabelo confunde com tanta beleza
O tom rosa de seus lábios confunde as borboletas
Aquém estas olhando contemplativa?
Todos se envolvem no encanto de sua serenata
Sua pele morena pulsa o samba perdido da esperança
Quem estas esperando rezando o horizonte?
Horizonte perdidos nas curvas de seu pescoço
Quem estas aguardando com apreciar de modesta menina?

Rodrigo Szymanski

Um comentário:

Sayuri Okamoto disse...

pode ser que aquele que a guarda no peito, a tens toda menina, toda mulher, nem sempre está presente, mas sempre pensa nela...

lindo verso, beijos e uma linda semana a ti, amigo