quarta-feira, 7 de julho de 2010

Como sera?

Beija-me?
Sem desordem
Com compasso

Em seguida de um passo
O meu abraço
Hoje nada é fácil

Sem lugar
Muito menos luar
Tenho Qualquer simples sonhar

Inventei-te meu mar
Pode ser amar
Se não imaginar

Quando será?
Amanha de manha estarás?
Em que me é devido acabar pensativo

Rodrigo szymanski
07/07/10

Um comentário:

Gabriela Brito! disse...

Belas e sábias palavras =)