terça-feira, 15 de março de 2011

...

E por que será

Que hoje não sabes cantar

Ontem tão bela canção entoou

A roseira de novo desabrochou

Noite e dia tempo estrangeiro

Jardim sem espinho é estranho

O meu saber é resistir

Aprendi a ser abrigo

E aos pouquinho mais agrado

Nada soube antes

Nada soubesse ainda

Pois, ainda caminho

Não pare você também de peregrinar/convidar

Rodrigo szymanski

15/03/11

Um comentário:

Geizi Gomes disse...

Gosto do que vc escreve, perece que tua inspirarão vem de Deus, parabéns.