quinta-feira, 10 de abril de 2008

Vento


Vento vindo de longe que chega sem pressa
Traz sonhos, e lembranças
Lembranças do outro lado desta cordilheira
Traz seu nome cantado nos suspiros do frio cortante
Paro sobre a margem
Sinto você tocar meus lábios
Tento abraçar seu beijo que passa junto com o vento
Olho o vento correndo
Não vou atrás, somente olho
Olho seu beijo partindo sem despedida
Talvez assim seja melhor
Fico com a lembrança
E espera deste vento voltar
Trazendo seu beijo
Alegro-me, olhando você se indo
Sabendo que sua lembrança
Esta em mim
Sem pressa aceno lentamente para você
Pensando que a direção do vento é incerta


Rodrigo szymanski

Nenhum comentário: